Análise depois da Ação

Rever e refletir para uma aprendizagem futura

Panorâmica

Análise depois da Ação é uma ferramenta de reflexão participativa para analisar e criticar ações completadas, com a finalidade de melhorar o desempenho e soluções no futuro. Ele permite ao grupo refletir em conjunto e em forma objetiva respeito ao que aconteceu em uma determinada situação, compará-lo com aquilo que deveria ter acontecido, discutir as razões pelas quais ocorreu e identificar percepções e aprendizagem para o futuro.

Quando usar

  • Aplicável em praticamente qualquer contexto, mesmo com tempo limitado.
  • Induzir à reflexão certa no processo de aprendizagem.
  • Gerar avaliações objetivas livre de críticas pessoais.
  • Reformular experiência para dar uma imagem clara e integrada e reiterar as lições aprendidas.
  • Decidir sobre as ações que serão aplicadas pela aprendizagem em um futuro próximo.
  • Definir o estágio para a Fase 3 da abordagem de aprendizagem combinada, seja com a ajuda de uma atividade online ou pela revisão dos resultados durante o treinamento frente a frente.

Como aplicar

Começar:

Explicar o propósito e o processo da atividade. Decidir sobre a ação a ser revisada.

Materiais:
  • Fazer perguntas personalizadas de acordo com as diretrizes do diagrama acima.
  • Fornecer flip-charts ou ferramentas de escrita para registrar os pontos principais.
Tempo/Passos:
  • Divida em grupos de acordo com o número de participantes e coordenadores disponíveis. Pode ser usado com todo um grupo de formação ou em pequenos grupos de trabalho.
  • Apresentar as perguntas uma de cada vez, na sequência mais lógica, permitindo tempo suficiente para reflexão.
  • Incentivar os participantes a compartilhar reflexões colaborativas.
  • A primeira pergunta cria um entendimento comum sobre os objetivos da atividade que está sendo analisada. A segunda questão aborda os resultados reais e as consequências das atividades.
  • A terceira pergunta traz à luz as causas do resultado final, com a finalidade de entender as consequências das ações, decisões e fatores influentes.
  • A quarta questão suscita idéias e percepções sobre o que fazer a seguir. Isso irá gerar uma série de itens de ação que conduziriam a resultados mais positivos no futuro e reforçaria as mudanças.
  • Encerre a sessão quando os participantes tenham esgotado todas as suas idéias e respondido a todas as perguntas de sondagem.
  • Interrogue e convide a fazer comentários ou perguntas para avaliar a aprendizagem dos participantes.
  • Faça um seguimento com um registro dos pontos críticos, itens de ação e indicadores para medir o sucesso das atividades.
  • Incluir o nome atividade, dados de contato das pessoas de interesse, questões específicas e problemas que requerem ainda uma solução para criar uma ferramenta para os participantes.

Estudo de caso

Título:

Uma revisão depois da ação

Atividade:

Pensar ONU

Contato:

m. panadero (UNSSC), t.wambeke@itcilo.org (DELTA)

Descrição:

O método é usado regularmente na Escola Superior do Pessoal das Nações Unidas (UN System Staff College- UNSSC) para avaliar as operações internas, para o interrogatório feito pelo coordenador no final do dia e como parte de exercícios de aprendizagem dos participantes. Também é incorporado nas avaliações no final das atividades. O formulário padrão faz quatro questões-chave para obter percepções sobre a experiência dos participantes e fornecer informações cruciais com as quais melhorar as atividades futuras: “O que se esperava do curso?” “O que aconteceu durante o curso?” “Por que isto ocorreu assim? ” “O que poderia ser feito para melhorar os resultados? “.
A estrutura provoca respostas claras por parte dos participantes e pinta um quadro abrangente para os responsáveis. Também permite aos participantes refletir sobre sua própria experiência e usar as lições aprendidas.

Dicas

  • Fazê-lo imediatamente após a atividade ou projeto para garantir que a experiência esteja ainda presente na memória dos participantes.
  • Peça a um participante para registrar as respostas (por exemplo, em uma série de flip-charts) para capturar as lições aprendidas, e depois compartilhá-las em um documento ou recurso on-line para referência futura.
  • Se os participantes, no início, têm dúvidas para discutir o que funcionou ou não funcionou, tente pedir a todos que expressem em forma individual um pensamento positivo ou um negativo. Também podem fornecer notas autoadesivas e instruir os participantes para colocar suas percepções a fim de que todos possam discutir mais tarde na sessão.
  • Transformar esse método em rotinas operacionais e de aprendizagem regular para garantir um fluxo constante de retroinformação produtiva.

Recursos

Leave a Reply

avatar
Photo and Image Files
 
 
 
Audio and Video Files
 
 
 
Other File Types
 
 
 
  Subscribe  
Notify of